Artigo de Opinião

Integrar o comércio tradicional no mercado global

O pequeno comércio, comércio de rua ou comércio tradicional foi fortemente abalado, no seu volume de negócios e na capacidade de reter clientes, com a abertura e proliferação de novas formas de comercialização, a designada distribuição moderna e grandes centros comerciais, que iniciaram um processo de expansão em meados da década de 90 do século passado.

Ler Artigo

 

NKA ONLINE BUSINESS MODELS | A EXCELÊNCIA EM PROJETOS CONJUNTOS

Enquadramento
Grande objetivo nacional e mesmo mundial é estimular e incluir as PME, a entrar neste mundo da economia digital que se prevê, que dentro de 10 anos possua uma quota mundial superior a 50%.
A agenda para a competitividade do comércio tem medidas destinadas ao desenvolvimento do comércio online. Em 2020, o objetivo é que 35% das empresas com mais de 10 trabalhadores recebam encomendas através da Internet (atualmente 21%)
Entre abril e junho de 2013 foram 3,48 milhões os cidadãos residentes no continente que acederam a sites de eCommerce. No quarto trimestre de 2010 o valor registado foi 2,59 milhões. – Estudo Netpanel da Marketest
As compras B2B e B2C já alcançaram os 36,7 mil milhões de euros (24% do PIB), e deverão crescer para os 69 mil milhões em 2017 (43% do PIB); – ACEPI

Grandes obstáculos que as PME (individualmente) enfrentam:

  • Insuficiência de recursos financeiros para o novo “posto de venda” a nível de modelo de gestão, logística, produção de conteúdos, marketing digital…
  • Falta “cultura”, organização e profissionalismo neste novo modelo de venda, que possui questões muito específicas para o sucesso do mesmo e na sua essência bem diferentes do modelo de venda “presencial” (mercados alvo bem definidos, elevados níveis de serviço, logística…)

Projetos conjuntos "versus" projetos individuais

Alguns exemplos como, Centros Comerciais Virtuais, Cidades Virtuais, etc., tentaram contornar as referidas dificuldades, agregando várias empresas  num mesmo projeto.

No entanto esta gestão (física e virtual), por não assentar em plataformas devidamente preparadas e em modelos de negócio com regras bem definidas quase sempre falharam (será fácil perceber porquê….diversos “carrinhos de compras”…, compras efetuadas sem stock físico, não uniformização de procedimentos, Logística, Marketing Digital…)

O MODELO DE NEGÓCIO

Para a entidade promotora é fundamental o sucesso na implementação de um projeto deste tipo como:

  • Modelo de financiamento
  • Novo conceito de angariação de associados
  • Oferecendo outro tipo de serviços de valor, num novo conceito associativo

No modelo proposto a entidade promotora assumirá a gestão do negócio, funcionando à imagem de uma empresa comercial, com vendas exclusivamente online, nas componentes:

  • Imagem
  • Marketing
  • Produção de Conteúdos
  • Gestão de redes sociais
  • Faturação
  • Logística
  • Apoio ao cliente
  • Reclamações
  • ...

 

As receitas são provenientes de:

  • Vendas do "STOREONLINE"
  • Serviços de marketing, comunicação e formação

A Solução

  • “StoreOnline” venderá os produtos e serviços das lojas aderentes ao projeto, utilizando os mesmos conteúdos dos sites das lojas aderentes (Fica assim assegurada a manutenção de produtos e conteúdos em todos os sites das lojas aderentes).
  • As encomendas efetuadas diretamente nos sites das lojas aderentes serão tratadas individualmente por estas.
  • As lojas aderentes terão obrigatoriamente esta plataforma de loja online .
  • A plataforma das lojas aderentes é a mesma que a do “StoreOnline”.
  • A lojas aderentes estarão integradas com o respetivo software de gestão.
  • O alojamento das lojas online e da “StoreOnline” será comum.

 
Componentes
  • Portal Institucional
  • Marketplace
  • Integração ERP
  • Integração lojas online (lojas aderentes)
Se em termos de tecnologia os produtos envolvidos numa solução deste género deverão ter características específicas  de forma a obter  o máximo de otimização e eficiência (Site global é o mesmo que o site da “loja”, carrinho de compras no site global é o mesmo, independentemente da “loja”…), o modelo e conceito de negócio envolvido é crucial no sucesso de um projeto destes e envolve componentes de Gestão, Marketing, Produção de Conteúdos e Logística. 
 
 

NKA. Para Além de Melhorar, Transformar.



NKA

  • Travessa José António Cruz, n.º 5
  • 4715-343 Braga | PORTUGAL
  • +351 253 278 646
  • geral@nka.pt

© NKA, Lda
Design and Coding nka.pt